sábado, 2 de abril de 2011

CADA UM COM A SUA MANIA


O telefone toca...

E ao atender a sua voz masculina era um misto de tesão com insegurança.

- Afinal o que ele quer afinal de contas? - Pensei

Começa a falar obscenidades.

Quer saber como minha buceta está...

- Louco! Por que não ver pessoalmente? – O instiguei.

Mas sei que não tem coragem de ir até o final, já que está a alguns metros de minha casa e me liga para me incomodar.

- Ela está bem! Obrigada! – Agradeci a “preocupação”.

- Não é isso... Você sabe! – Disse ele.

- Eu sei que não! Deixe de me perturbar! – Pedi a ele.

Sabia que queria apenas tocar uma punheta comigo falando ao telefone, escondido no carro!

Faz seu interrogatório...

Quer saber se eu tenho fodido com alguém...

Se eu tenho dado o meu cuzinho para alguém...

Como se fosse alguma coisa minha.

O que esse sujeitinho pensa que é?

Querendo comer o meu cú,

Por que não fode o da sua mulher?

Garanto que ela assim como eu, vai adorar!

E com gosto vai aprovar!

Parece que quando o tesão existe,

E não se consome o prato desejado,

Quer é por melado!

Insegurança à parte,

Diz que seu pau não é pequeno e nem grande.

Digo o que vale é o efeito proporcionado.

E peço para terminar a ligação.

Este é apenas o fio condutor de sua perversão!

Homem deve ter atitude...

Mostrar o desejo fielmente.

Quer que a mulher dele sinta pena,

Quer que o leite derramado eu lamente.

Foi flagrado no ato,

Como seu cacete babado!

Um comentário:

Ayesk@ (Selene) disse...

Passando para matar a saudade e deixar um sussurro e beijos doces carinhosos!



Ayesk@