domingo, 8 de maio de 2016

Luxúria


O que podemos fazer com essa louca ansiedade que nos atropela de forma avassaladora?
E também fragmenta o raciocínio lógico...
A excitação que em palavras é traduzida.
Uma comichão de lascívia...
Que se demonstra em um louco desejo infantil, almejando para se consumar.
Desfaz-se a calmaria...
Uma vontade intensa de arrebentar as compotas da luxúria.
E nelas nos afogarmos entre sussurros e gemidos.
Numa onda gigantesca atravessando.
Na leitura de mãos em meu corpo...
Em um universo paralelo que condiz a respeito a quem dele compartilhe.
Para depois ressuscitarmos entre orgasmos intensos com as respirações ofegantes.


Um comentário:

CLOVIS MARTINS disse...

Esporrar nos seios....amo....bjos