quinta-feira, 30 de abril de 2015

Fazendo meu marido de corno






O meu querido marido sempre está viajando a trabalho, por isso, fico muitos dias sozinha, a não ser pela companhia da empregada.

E, nos dias em que ele está viajando, não me dá permissão para sair...

A minha buceta ficava pegando fogo. Nem mesmo os inúmeros brinquedos eróticos que me presenteia já não me satisfazem mais.

Logo pela manhã, a minha velha empregada, lembrara que dois funcionários viriam fazer a limpeza da piscina. Não pensando nas consequências, dei folga para ela.

- Mas senhora...

- Não me indague! – Com firmeza falei.

Ela não teve outro jeito, senão me obedecer.

O tempo estava ao meu favor... Dia claro e ensolarado!

Então, coloquei um biquíni, passei o protetor solar, pois sou muito branca e fui para a piscina. Eles não resistiriam a uma mulher como eu...

Com o tempo os dois rapazes acionaram a campainha. E o mais depressa vesti uma saída de praia e fui recebê-los.

Após se identificarem, pedi para que ficassem à vontade, portanto, insinuando-me...

Eram dois negros fortes e robustos.

Enquanto, tomava banho de sol, observando os seus músculos se movimentarem... Fui ficando cada vez mais molhada e com um desejo enorme de sentir todos os meus buracos preenchidos por suas varas grossas até gozar... Quanto tesão!

Não me fiz de rogada e me ofereci aos dois... Provocando-os!

A buceta comecei a esfregar... A tocá-la e a enfiar os dedos...

Quando notei estava completamente nua.

- Vocês querem me foder? – Indaguei quase sussurrando.

Os rapazes nada responderam... Eles se tocavam... Podia notar os seus olhares de predador!

- Quero que tirem logo a roupa! – Ordenei.

Ao saírem da piscina, os dois eretos...

Não perdi tempo e fui logo me apossando de seus cacetes, punhetando-os e colocando-os entre os meus lábios.

- Nossa! Que delícia!

O meu marido lá do outro lado do oceano e eu aqui com dois negros prestes a invadir os meus buracos!

Um me chupava... Eu chupava o outro...

A buceta sentia mais quente e molhada, quando um me penetrou, a sua vara quase me rasgou ao meio... E om outro fazia de minha boca a segunda buceta.

Quando senti o meu corpo estremecer em um gozo que já não sentia há muito tempo.
- Que delícia que você é! – Um deles comentou.

- E chupa gostoso! – O outro complementou.

- Fodam-me! Não se preocupem... Meu marido está há muitos fusos horários distantes!– Exclamei.

Os dois se revezavam... O que desejavam, faziam comigo na área da piscina...

De quatro a buceta foi novamente preenchida...

De uma maneira despudora gemia...  Coisa que nem com o marido eu fazia...

Hoje que eu descobri o que é sexo de verdade, já que ele foi o meu primeiro homem e muito nova casei.

O segundo deitou e me colocou por cima dele, e o outro veio por trás acariciando o meu cu...

Aquilo me causou uma sensação tão maravilhosa que, não me importei com a dor que poderia provocar e sobre o cacete relaxei quando senti a tora penetrar aos poucos e aí sim, quase me dividir em duas, mas o prazer foi logo pedindo licença e se alojando em meu corpo.

As mãos quentes e firmes me proporcionaram tanto prazer...

As bocas em meu corpo...

Lambendo-me...

Mordendo-me...

Sugando-me...

E novamente me entreguei ao êxtase!

E o meu primeiro dia, foi repleto de muito desejo e de muito leite em meus buraquinhos em dose dupla.

Quando o prazer fala mais alto do que toda e de qualquer razão...

Não pensei duas vezes em fazer o meu marido de corno e com chave de ouro. Em um delicioso ménage à trois masculino.

Que não pensei em duas vezes em pegar o contato deles para uma nova aventura.  Afinal, ainda teria alguns dias de liberdade.



video

Nenhum comentário: