segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

LOUCO ANAL


Lucidez... qualquer se desfaz...

Opulenta a nossa devassidão.

Uivando de prazer se refaz...

Condensando todo o tesão.

Onipotente o momento da invasão...


Anatomia de desejos e lampejos...

Na rendição de um quente beijo.

Analisando os deixados vestígios,

Língua passeando no pequeno orifício...

2 comentários:

Luis disse...

Sublime o momento da invasão e todas as sensações que nos dão imenso prazer assim...
Beijos Fabby

Marqês Rocco Sade disse...

Um anal cheio de tesão é capaz de destruir a razão humana, versos quentes, cheio de sensualidade e paixão.