domingo, 27 de março de 2011

FODE O ME CÚ



Ofereço-te minha bunda de quatro,
Para você meter a tua tora no ato.
Meu buraquinho é o teu presente,
Quero ser fodida veemente.


Sentindo-o pulsar em minhas veias anais,
Gritar contigo me xingando e dizendo ais.
- Fode o meu cú! – Digo com maestria.
Almejo essa sensação todos os dias.


O teu pau no meu rabo fincado,
Deliciando-me com o meu rebolado.
- Cachorro... Vadio... Estoca-me!
- Caralhudo... Violento... Soca-me!


- Derrame leite em meu cuzinho,
Estou com fome do teu leitinho.
Deixe o meu buraco inundado,
Por tua porra todo lambuzado.

3 comentários:

Ventas.. disse...

humm.... já sinto o seu cuzinho.. ;)

Stein Haeger disse...

Eíta, Fêmea de meus desejos!
É tudo que se almeja, numa peleja.
Um rabo faminto e devorador;
Passaria dias socando dentro.

Anônimo disse...

Sou assim tambem alguem quer me fazer gozar??