terça-feira, 4 de janeiro de 2011

AUTENTICIDADE



Muitos me olham...

E poucos me observam.

Fazer nada posso...

Continuam-se na mesmice.

Aprofundando em seus poços.

Juntamente com caretices.

Em lamúrias e chatices,

Ou será em suas cretinices?



Não dou atenção...

Para o que falam de mim.

Sei de meu coração,

De sua transparência sem fim.

Transborda na alma,

A pequena adoração,

Tão serena calma...

Ou será minha perversão?



Na brincadeira da luxúria,

Aprisionando os sentidos.

Nisso não há pecado,

Crime na hipocrisia.

Infrinjo as regras,

Derrubo como dominó,

Com gosto abomino...

Rasgando-me as pregas.



Autenticidade...

Corre quente nas veias.

A felicidade,

Emaranhada nas teias.

No prazer...

Às vezes, a caçadora...

Outras vezes, a caça.

O importante é viver!

2 comentários:

Max, o Sedutor. disse...

Feliz 2011!!!sejas muito feliz!!!ahh!!seus posts são de tirar o fôlegoo...ameiii!!!beijos minha deusaaa!!

eroticamenteincorreto disse...

Adoro te ler. Tanto aki como no RL,... Um belo 2011 prá vc menina!